Receba no seu e-mail

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Em TI confio (Salmo 7)

Em TI confio 
“Senhor, meu DEUS, en TI confio; salva-me de todos os que me perseguem e livra-me.” Salmo 7.1

É bem possível que você, ao ler este Salmo, sinta-se como  Davi, o autor desta oração: tratado com injustiça, falsamente acusado ou atacado por aqueles que te desprezam. Aprendemos aqui que devemos sempre orar para que o Senhor nos livre do grande Acusador.

Se somos sinceramente fiéis ao nosso DEUS, podemos encontrar refúgio NELE, com toda confiança. Podemos entregar em Suas mãos os problemas de nossa vida. Também, em tempos conturbados de injustiça e perseguição, podemos colocar-nos debaixo da proteção de DEUS e suplicar, fazendo menção de SUA justiça e fidelidade.

O ensino da Palavra de DEUS é que os justos podem crer que o SENHOR os liberta e ajuda em tempos de aflição. Podemos clamar a ELE com base em uma consciência limpa e no desejo de manter a retidão de nosso coração.

Que coisa bem-aventurada é poder orar com um coração contrito, rogando a DEUS a SUA preciosa ajuda. Melhor ainda é quando podemos orar com consciência livre de injustiças que podemos ter cometido.

O apóstolo Paulo declara: “Por isso, procuro sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com DEUS como para com os homens.” Atos 24.16

“Se vós estiverdes em mim, e as minhas Palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.” João 15.7

Pr. Ezequias Costa

terça-feira, 26 de julho de 2016

Sara-me SENHOR (Salmos 6)

Sara-me SENHOR
“Tem misericórdia de mim, SENHOR, porque sou fraco; sara-me, SENHOR, porque os meus ossos estão perturbados. Até a minha alma está perturbada… Já estou cansado do meu gemido; toda noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas.” Salmo 6. 2-3 e 6

Muitas vezes, durante o prolongado período de aflição física ou espiritual, deixamos de sentir a Presença de DEUS e paz espiritual.  Sofremos por muito tempo e sentimos grande pesar.

Aqui o rei Davi, autor deste Salmo, pede em sua oração que a repreensão do Senhor sobre ele seja combinada com a SUA misericórdia. Não é exatamente essa, a situação  que muitos de nós tem vivido?

Precisamos ansiar por ter DEUS bem perto nesses momentos de aflição e de sofrimento prolongado. Lembrar-nos de apelar para a misericórdia do SENHOR e SEU amor leal. SUA misericórdia e SEU amor leal são parte do caráter de DEUS. Assim podemos suplicar-LHE que se volte para nós segundo o SEU divino caráter, que não muda, nunca mudou e não vai mudar. ALELUIA.

Em muitos casos a aflição e a angústia podem durar algum tempo. A restauração não virá tão depressa quanto ansiamos e esperamos. Mas esse Salmo nos ensina que DEUS, no SEU devido tempo, ouvirá as nossas súplicas e atenderá nosso pedido.

Não precisamos desesperar e sim ESPERAR em DEUS pela fé. Em nossos corações o Espírito Santo de DEUS nos dará a certeza de que ainda nos alegraremos na salvação divina.


“O SENHOR já ouviu a minha súplica; o SENHOR aceitará a minha oração.” Salmo 6.9 –
Pr. Ezequiel Costa

http://promessasparahoje.blogspot.com/

segunda-feira, 25 de julho de 2016

TU ouvirás a minha voz

TU ouvirás a minha voz  
“Dá ouvidos às minhas palavras, ó SENHOR… Atende à voz do meu clamor, pois a TI orarei. Pela manhã, ouvirás a minha voz, ó SENHOR, pela manhã me apresentarei a TI e vigiarei.” Salmo 5.1-3

3 coisas que o servo fiel deve fazer, se está realmente decidido a buscar a DEUS de todo o coração:

1. Confiante que DEUS ouvirá a sua voz, vai persistir na oração e não viverá sem ela. Este é o ensino do profeta Jeremias, capítulo 29, verso 13: “Buscar-ME-eis e ME achareis quando ME buscardes de TODO o vosso coração”, diz o Senhor.

2. Orar a DEUS pela manhã. Se mantivermos nossa vida voltada para o SENHOR, orar de manhã será uma prática natural. Cada nova manhã nos chama a uma renovada dedicação a DEUS, à comunhão com ELE e a nos alimentarmos de SUA Palavra. “Escondi a TUA Palavra no meu coração para eu não pecar contra TI.” Salmo 119.11

3. O servo atento vigiará, com muita esperança, pelas respostas à sua oração. Durante o dia inteiro procurará evidências de DEUS agindo em sua vida.


“Alegrem-se todos os que confiram em TI; exultem eternamente, porquanto TU os defendes. Em TI se gloriam os que amam o TEU nome.” – Salmo 5:11 
Pr. Ezequias Costa

domingo, 24 de julho de 2016

Firme nas crises

Firme nas crises

Aquele que verdadeiramente crê em Deus, ele se mantêm firme no meio das crises, mesmo quando Deus parece não abençoar.

O Salmo 4 nos ensina como agir quando nós oramos, clamamos a Deus, mas Ele parece não responder, e parece que nada acontece. Este Salmo é endereçado a todos que confiam em Deus e ensina algumas verdades profundas sobre a oração em tempos de crise.

Persevere ( Sl 4: 1)- Não abandone a oração, mas persevere.Ore confiando na justiça e misericórdia divina, e na intercessão do Espírito Santo. Dn. 6.10; 9.18,19; Rm. 8.26; Lc. 18.1-8. Ore sempre e em todo o lugar – não desista. Ore até Deus responder – sim, não ou espere.

Fuja da idolatria, ( Sl 4: 2) Abandonando a oração ao Deus vivo e verdadeiro para buscar outros “poderes”, isto é idolatria. Jn 2.8; Ez 8.12; Jr 44.44. Se nada acontece, não abandone a oração.Ore, aja segundo os princípios bíblicos (não faça nada do seu jeito), e espere em Deus...

Cresça em intimidade, (Sl 4: 3) Os “atrasos” de Deus são oportunidades para crescermos em intimidade com Ele. Sl 16.11; 25.1,14. Foi em meio as crises que Jó cresceu na intimidade com Deus...Quando perseveramos em oração, então nós podemos nos tornar íntimos de Deus.

Enquanto espera  a resposta de Deus lembre-se que:
  1. Deus quer nos mudar, antes de mudar as circunstâncias,( Sl 4: 4,6,7). Deus quer primeiramente trabalhar com o nosso coração... 2 Co 12.7.
  2.  Fique quieto, (Sl 4: 4). Aguarde em Deus ao invés de ficar irado, arrogante e orgulhoso procurando soluções com as suas próprias mãos, ou do seu modo.
  3. Confie em Deus, (Sl 4: 5,8); Pv. 3.5-8.

·        A verdadeira adoração procede de um coração humilde e confiante, (Sl 4:5,6)


Aquele que verdadeiramente crê em Deus, ele se mantêm firme no meio das crises, mesmo quando Deus parece não abençoar.

sábado, 23 de julho de 2016

"...O Senhor me sustentou"

Acordei, pois o Senhor me sustentou

"Eu me deitei e dormi: acordei, porque o Senhor me sustentou" (Sl 3.5).

 Tudo o que temos em nossa vida resulta da ação favorável de Deus a nós. Até mesmo o ato simples e cotidiano de dormir! Se podemos dormir após um dia de labuta, isso é graça de Deus. O mesmo pode ser dito de nosso despertar. Quando despertamos do sono, fazemos isso por causa da ação bondosa do Senhor, que nos permeou com o seu Espírito, dando-nos saúde e condições de acordar de nosso sono.

Caso as situações deste mundo nos cansem e nos levem a questionar o motivo de estarmos respirando mais um dia, devemos nos voltar para o fato de que, se estamos acordados hoje, é porque Deus providenciou isso para nós: "... Acordo, porque o Senhor me sustenta".

"Que farei com este dia que o Senhor me deu tão favoravelmente? Como utilizarei este tempo graciosamente outorgado a mim pelo Arquiteto do tempo e do espaço?". Como diz Paulo, o apóstolo:


"Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus. Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor" (Efésios 5.15-17).

terça-feira, 19 de julho de 2016

A alegria no servir

A alegria no servir

Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor. Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam. Salmos 2:11,12

Servir ao SENHOR com alegria e temor significar servir com a devida reverência, compromisso, responsabilidade e fidelidade, entendendo que estamos servindo a Deus e não a homens. Quando perdermos o temor, perdemos também o senso de devoção e respeito. Se não vigiamos nosso coração, somos facilmente distanciados do temor a Deus. O rei Davi no Salmo 86:11, conhecendo esta faceta do seu coração, ora a Deus da seguinte maneira: ‘Dispõe, SENHOR, o meu coração a temer o Teu nome’. Esta deve ser também nossa constante oração.


A alegria no servir deve ser fruto de um coração cheio de amor a Deus, que nos resgatou da escravidão do pecado e nos transportou para o Reino do Filho do Seu amor.

Seja bem-aventurado

Seja bem-aventurado
Viva cada orientação do salmo 1 e tenha um futuro próspero. Deixe cada princípio reger seu coração para ser feliz, bem-aventurado! Prepare assim, o seu futuro para que não seja pego de surpresa.

Olhe bem para você, se você ainda não é um justo, torne-se agora mesmo; entregue-se aos caminhos de Deus!



"Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!
Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite.
É como árvore plantada à beira de águas correntes: Dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que ele faz prospera!
Não é o caso dos ímpios! São como palha que o vento leva.
Por isso os ímpios não resistirão no julgamento, nem os pecadores na comunidade dos justos.
Pois o Senhor aprova o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios leva à destruição!" Salmos 1:1-6

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Ontem, hoje e sempre

Ontem, hoje e sempre

 Quando o momento presente é confuso demais, e não se pode ver onde DEUS está ou o que faz agora (e você pode, de alguma forma, acreditar em sua percepção?), volte-se, em vez disso, ao que ELE fez no passado, aos SEUS atos na história. Os salmos estão cheios de poderosos feitos de DEUS por SEU povo. Leia-os, e lembre-se de que DEUS é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

Os israelitas no Antigo Testamento sempre recordavam o que DEUS havia feito por eles no passado. Sabiam que isso era a base do seu relacionamento com DEUS no presente.

Recordar as atividades de DEUS nos tempos bíblicos é útil, mas pense também em seu próprio passado pessoal e em como você tem visto DEUS agir. Lembre-se das orações respondidas, da orientação dada e do crescimento experimentado. Se ELE fez tudo isso por você no passado, certamente continuará a se mover na sua vida com o mesmo amor, poder, fidelidade e justiça.
Steve Bierly, em “LUTANDO COM DEUS”

domingo, 17 de julho de 2016

As sete vezes “Eu sou”

 As sete vezes “Eu sou”

Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar (Mateus 11:27).


Jesus Cristo veio ao mundo para nos levar ao Pai. Por meio de sete ilustrações muito simples Ele nos revelou quem é.

1-“Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome… se alguém comer deste pão, viverá para sempre” (João 6:35,51). Encontramos aqui satisfação.

2-“Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João 8:12). Com Ele há luz e verdade.

3-“Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens” (João 10:9). Através dEle é possível entrar no reino de Deus.

4-“Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas… Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido” (João 10:11, 14). Os que pertencem a Ele têm perfeita segurança.

5-“Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” (João 11:25). Como Vitorioso sobre a morte, Ele dá vida: vida eterna.

6-“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6). Ele é o único meio de acesso a Deus, o Pai.


7-“Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto” (João 15:5). Um íntimo relacionamento com o Senhor Jesus resulta em uma vida que produz muito fruto para Ele.

sábado, 16 de julho de 2016

"Não temas"

"Não temas"

"Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça." Isaías 41:10

Sempre que perdemos o controle de uma situação, ou quando precisamos tomar uma decisão importante, ou então diante de um problema que aos nossos olhos parece ser impossível, o medo toma conta de nossa vida!

O medo é uma realidade, faz parte da limitação humana, por isso, se tentarmos abandonar o medo talvez não seja uma tarefa fácil, mas podemos aprender a conviver com ele. A coragem não é a ausência do medo, mas sim, o domínio sobre o medo. 

Muitas vezes esquecemos que o Senhor nosso Deus, é maior que todas estas coisas, e Ele nos ajuda, nos sustenta, e nos fortalece!Por isso não temas, deposite sua esperança em Deus, tenha coragem, Ele jamais falha, e o Seu amor derramado sobre todos nós, trará a vitória, e nos dará a paz.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Provas do amor de Deus

3 provas do amor de Deus

Deus é amor. Ele lhe ama muito e dá muitas provas disso. Quando vem a dificuldade, é importante lembrar do amor de Deus. Seu amor dá força e esperança.

Estas são 3 das muitas provas do amor de Deus:

1. Deus salva
Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida com Cristo quando ainda estávamos mortos em transgressões - pela graça vocês são salvos. Efésios 2:4-5       

Essa é a maior prova do amor de Deus. Ele deu o que tinha de mais precioso seu filho Jesus para salvar você. Deus não exige que você se torne uma pessoa melhor antes de receber a salvação. Ele dá salvação de graça.

2. Deus protege
Como é precioso o teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra das tuas asas. Salmos 36:7       

Nos problemas e nos perigos, Deus está cuidando de você. Quando você precisa de ajuda, Deus, em seu amor, está pronto para lhe socorrer e ser seu refúgio.

3. Deus consola
Quando eu disse: Os meus pés escorregaram, o teu amor leal, Senhor, me amparou! Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio à minha alma. Salmos 94:18-19     


Deus lhe ama e não lhe abandona na hora da dificuldade. Ele dá o consolo que você precisa e que mais ninguém pode dar. Deus está sempre lá para você.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Deus é bom

Deus é bom

"Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração." Salmos 100:5


Olhando bem ao nosso redor, podemos ver inúmeras demonstrações da grande bondade do Senhor! Deus é bom e deu-nos vida! Deus é bom e tem cuidado de nós! Deu-nos família, saúde e o sustento diário! Deu-nos Jesus Cristo, seu maior presente, e nEle, a nossa salvação! Quando andávamos desgarrados pelos desertos, em caminhos solitários, famintos e sedentos, clamamos ao Senhor e ele nos livrou das nossas angústias.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Sob os cuidados de Deus

Sob os cuidados de Deus

“Não tenha medo, ó verme Jacó, ó pequeno Israel, pois eu mesmo o ajudarei", declara o Senhor, seu Redentor, o Santo de Israel.” (Isaías 41.14)

Há um aprendizado muito importante, diria, fundamental, na fé cristã: confiar nas decisões de Deus. Em se tratando de nossa relação com Ele, rapidamente aprendemos a esperar Suas bênçãos e nutrir expectativas de que seremos sempre beneficiados. Queremos que Ele nos dê nos satisfaça e, se possível, satisfaça as nossas ambições. Mas ficamos confusos quando Ele se cala, quando as coisas não tomam o rumo que gostaríamos. Tudo isso é muito natural. É assim com todos nós. Mas precisamos superar o que é apenas natural em nós e desenvolver as virtudes da fé. Isso é necessário para que possamos lidar adequadamente com os momentos em que, aos nossos olhos, Deus não fizer sentido. Precisamos realmente aprender a confiar nas escolhas divinas.

Quando comprometemos nossa vida com Deus pela fé em Cristo, um dos sentidos dessa entrega é que nossa vida estará sob os cuidados de Deus. E por isso serão necessárias nossa obediência, dependência e confiança. É pela obediência que nossa vida seguirá o curso da vontade de Deus. Pela dependência aprenderemos a esperar pelo tempo de Deus. E pela confiança, ainda que as decisões de Deus não correspondam às nossas expectativas, ficaremos em paz. A obediência, a dependência e a confiança em Deus transformam nosso caráter. Crescemos em responsabilidade diante da vida, nos sentimos mais seguros e desfrutamos a benção de, cada vez mais, perceber-se envolvido e guiado por Deus.

E assim, cada vez mais, nosso olhar se deslocará de nós mesmos e das circunstâncias que nos envolvem, para Deus. Um deslocamento constante e persistente, todas as vezes que o peso da vida nos abater. Descobriremos que, na fé cristã,  não se trata do quanto posso, mas do quanto Ele pode e do que Ele quer. Que não se trata de lutar com Deus pelo que eu quero, mas de lutar comigo mesmo pelo que Ele quer. E que não se trata de nunca se abater, de nunca sentir-se, literalmente, um verme, um nada, um fraco e completamente perdido, mas de lembrar-se, do meio de nossa escuridão, de que somos amados e do que Ele prometeu estar conosco e nos ajudar. É sublime, em meio às tempestades da vida, ouvir: “Não tenha medo; eu mesmo o ajudarei”. ucs


terça-feira, 12 de julho de 2016

Um Resgate em Boa Hora

Um Resgate em Boa Hora

 “Mas o barco já estava a considerável distância da terra, fustigado pelas ondas, porque o vento soprava contra ele. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar.” (Mateus 14:24-25)

Há um ditado que diz que quando você chega ao fim de si mesmo, está no começo de Deus. Muitas vezes, quando os momentos difíceis surgem, temos nossos próprios planos sobre como lidar com os problemas. Temos o plano A, B, C, D e E. E depois de termos exaurido todos os planos, nós nos encontramos naquele lugar em que dizemos: “Se Deus não vier em meu socorro, é meu fim. Isso é horrível...”. Mas de fato não é horrível, porque é uma oportunidade de Deus mostrar a Sua glória.

Quando os discípulos estavam numa tempestade no mar da Galileia, a Bíblia diz que na “alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar” (Mateus 14:25). Isso significa que os discípulos estiveram no mar por muitas horas antes de Jesus chegar. Porque Ele esperou tanto? Não sabemos, mas talvez Ele estivesse esperando que eles tivessem seus próprios recursos exauridos.

Os salva-vidas sabem que é perigoso salvar uma pessoa que está se afogando, porque tal pessoa entra em pânico. Às vezes o salva-vidas é morto justamente pela pessoa que está tentando salvar.

Muitas vezes, Deus espera até que cheguemos ao final de nós mesmos. Jesus foi até os discípulos no último momento, mas no tempo exato. E não somente isso, Ele veio andando sobre a água. Talvez para mostrar que justamente as coisas que os discípulos temiam (o vento e a água) eram somente os meios para Ele alcança-los.

Os discípulos podem ter perdido Jesus de vista, mas Ele nunca os perdeu de vista. E quando você estiver no meio de uma tempestade, Ele nunca perderá você de vista.


segunda-feira, 11 de julho de 2016

A dúvida

A dúvida

A dúvida faz parte da vida do ser humano, porque a vida está cheia de incertezas. Mas apesar de todas as circunstâncias, devemos ter fé em Deus e nunca duvidar do Seu amor por nós.

Por vezes a dúvida causa medo e o medo pode nos paralisar. Por isso, a dúvida é uma inimiga que nos impede de viver aquilo que Deus tem para nós. É por isso que a Bíblia diz que sem fé é impossível agradar a Deus, porque temos que crer e não duvidar que Ele é poderoso e fiel.

Deus quer acabar com toda a dúvida na tua vida hoje mesmo!


"Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus; creiam também em mim.  João 14:1

domingo, 10 de julho de 2016

Escolhidos para o melhor

Escolhidos para o melhor

“Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome.” (João 15.16)

Há um aspecto fundamental da experiência cristã, mas que não é muito simples de compreendermos. Tem a ver com nossas escolhas e as escolhas soberanas de Deus. Isso tem dividido cristãos ao longo da história. A verdade é que ambas são escolhas enfatizadas nas Escrituras. Jesus, que declarou aos discípulos o que lemos hoje, também disse aos religiosos judeus que o problema deles era o fato de que não queriam aceita-lo (“vir a mim”) para terem vida (Jo 5.39-40). O mesmo aparece em seu lamento por Jerusalém: "Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram.” (Mt 23.37)

As duas escolhas estão nas Escrituras e precisamos aprender sobre ambas. A nossa realça a responsabilidade que temos quanto à vida, agora e na eternidade. A de Cristo realça a segurança e a certeza de que nada nos separará de Seu amor. Preciso decidir por Cristo e devo nutrir a certeza de que, somente sou Seu discípulo porque Ele me escolheu, me sustenta e jamais me abandonará. Ele escolheu seguir comigo, mesmo quando eu vacilo e ajo contrariamente à escolha que fiz de me entregar a Ele. Entre nós e Jesus, quem sustenta a relação é Ele! Por isso podemos ter certeza de que jamais estaremos sozinhos e de que nada nos tirará de suas Mãos (Jo 10.28).


Porque Cristo nos escolhe, não há razão que justifique uma vida infrutífera como cristãos. Ele sabe quem somos, conhece nossos pontos fortes e fracos, mas disse que nos escolheu para sermos enviados e sermos frutíferos. Frutos de valor eterno e duração eterna. Para vivermos em comunhão e com acesso direto ao Pai. Mas por falta de submissão e obediência nas coisas que nos são possíveis, muitas vezes em questões básicas, deixamos de ser frutíferos e não conhecemos a benção da comunhão diária com Deus. Deixamos de ser sal e luz, como Jesus disse que seríamos (Mt 5.13-14). Porque Cristo lhe escolheu, você pode escolhê-Lo, submeter-se, obedecer e ser frutífero. Sua vida pode ser melhor do que tem sido. O que estiver além de suas forças, Ele se encarregará de cuidar. E tudo Ele usará para seu bem. Então, seja frutífero. Se lhe faltava algo, já não falta mais, porque Ele lhe escolheu!  ucs

sábado, 9 de julho de 2016

Crer em Deus- Malaquias 3:6

 Crer em Deus

"De fato, eu, o Senhor, não mudo." (Malaquias 3:6)

A. W. Tozer disse: "Nada torce e deforma mais a alma do que uma concepção baixa ou indigna de Deus."

Acho que isso é verdade, porque se você não entender quem é Deus, se a sua visão de Deus for distorcida, isto irá afetar a maneira que você vive. Devemos ter uma boa compreensão do caráter e da natureza de Deus.

O que você acha sobre Deus lhe permitirá superar os desafios e as dificuldades da vida. E não há lugar melhor para adquirir tal conhecimento do que com o próprio Deus e através do que a Bíblia diz sobre Ele.

Quando Paulo foi atingido por uma forte tempestade a caminho de Roma e parecia que todos a bordo morreriam, Deus lhe assegurou que iria chegar com segurança em seu destino. Assim, Paulo foi capaz de afirmar para a tripulação:

- "Pois ontem à noite apareceu-me um anjo do Deus a quem pertenço e a quem adoro, dizendo-me:
‘Paulo, não tenha medo. É preciso que você compareça perante César; Deus, por sua graça, deu-lhe as vidas de todos os que estão navegando com você’. Assim, tenham ânimo, senhores! Creio em Deus que acontecerá do modo como me foi dito." (Atos 27:23-25)

Paulo creu em Deus e nós também devemos crer, porque de uma certa forma nós também vivemos num mundo tempestuoso. Não sabemos onde os problemas que estamos enfrentando hoje vão nos levar. Os tempos são incertos e precisamos de uma segurança real que nos ajude a passar por tudo isso. Embora os tempos e as circunstâncias mudem, Deus nunca muda. Todos mudam a cada dia, exceto Deus.
Como Deus diz: "De fato, eu, o Senhor, não mudo" (Malaquias 3:6).

Acreditar em Deus não significa necessariamente poder para mudar as circunstâncias (embora Ele o possa e até o faça, às vezes). Mas na maior parte das vezes, Ele vai mudar VOCÊ. /Greg Laurie/


sexta-feira, 8 de julho de 2016

Perdão

Perdão

E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;Mateus 6:12

A oração “Pai Nosso” não é desconhecida. Ela contém um pedido de perdão que, porém, está sujeito a uma condição: “Assim como nós perdoamos.”( Mateus 6.9-15)

Repetir esta oração não é difícil. Difícil é essa condicionante.

 Há milhares de pessoas enfermas exatamente por não perdoarem. Deus não criou o ser humano para a amargura ou para armazenar rancores. Esta atitude agressiva e mal-humorada é causa de intranquilidade que afeta as emoções e desencadeia muitos males físicos.

 Certa ocasião visitei uma pessoa no hospital. Logo que entrei no quarto, ela desabafou: “Pastor, quero trocar de médico!” A razão foi que o médico lhe havia perguntado se ela estava com raiva ou se odiava alguém. Ela achou que o médico não tinha nada a ver com a sua vida particular e não tinha direito de bisbilhotar a sua intimidade.

O médico diagnosticara que a causa da doença era nervosa e que o nervosismo estava relacionado à sua vida emotiva. E agora eu estava lá ouvindo a sua queixa. Li o salmo 32. O v 3 foi a chave: “Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer”. Ali estava a causa da enfermidade. Que remédio se há de receitar a uma pessoa que vive amargurada?

É o remédio do perdão. Quem perdoa livra-se de uma carga pesada e ganha não só um grande alívio por não precisar mais ocupar-se com o que outros lhe fizeram no passado, como tem a promessa do perdão de Deus para suas próprias faltas. Portanto, a oração do Pai Nosso levada a sério pode ser uma preciosa medicação, desde que o paciente permita que a palavra de Deus chegue lá no fundo de sua vida e implante a semente da honestidade, da sinceridade e da verdade que liberta. – HM


Quem perdoa também ganha perdão, além de alívio e liberdade.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

"Deus é Fiel"

"Deus é Fiel"
de Max Lucado

Será que nosso Deus mantém suas promessas? Outros podem fazer uma promessa e esquecer. Mas, se Deus promete, ele cumpre. O livro de Hebreus anuncia que Deus nos deu tanto a sua promessa como seu juramento (Hebreus 6:18). A Escritura ainda diz “quem fez a promessa é fiel.” (Hebreus 10:23)

Será que isso importa? A integridade de Deus faz diferença? Será que sua fidelidade entra em jogo? Quando sua filha está UTI, faz. Quando você está na emergência faz. Quando você está buscando saber o que fazer com seu pior pesadelo, você tem que escolher. Fé ou medo, o propósito de Deus ou o acaso, um Deus que sabe e se importa, ou um Deus que não está lá?


Todos nós escolhemos. Decida confiar nas promessas de Deus. Decida acreditar que Deus tem planos do bem, embora tudo que você esteja vendo pareça mal. Escolha acreditar porque Deus é fiel!

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Livramento

Deus providenciará o livramento

"Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar." 1 Coríntios 10:13


Ao enfrentarmos tentação, Deus nos promete duas coisas: livramento e força para suportar. Jesus nos deu o exemplo e mostrou que a tentação somente lhe sobreveio porquê Deus lhe deu poder para resistir. Deus nos prometeu este poder, porém, não devemos pensar que o livramento significa que não vamos ter que encarar os desafios, as necessidades e dificuldades. Pois nosso caráter é aperfeiçoado ao resistirmos a tentação e enfrentarmos os desafios. 

Deus providenciará o livramento para nós, mas ele também está interessado em desenvolver nosso caráter santo. O equilíbrio entre os dois é a obra de Deus. Decidir manter-se fiel é a nossa obra. (Romanos 5:1-5; 1 Pedro 1:7).

terça-feira, 5 de julho de 2016

Agindo Deus

Agindo Deus 

"Ainda antes que houvesse dia, EU SOU; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?" Isaías 43:13


Deus é aquele que tem a soberania sobre tudo, porque Ele é o Senhor de tudo; o que era e o que é, e o que há de vir. Soberania é domínio de tudo e de todos, Sua vontade esta acima de todas as coisas. Deus é soberano e reina absoluto desde antes da fundação do mundo. Sem esta soberania, Ele não poderia executar toda a sua vontade, e isto Ele fará sem impedimento algum por toda a eternidade, afinal, agindo Ele, quem o impedirá?


segunda-feira, 4 de julho de 2016

Persevere!

Persevere Sempre

A vida inclui tempos difíceis. São inescapáveis. São nessas horas que nossa confiança na salvação através do Senhor e nosso relacionamento com ele são testados! É uma coisa entoar "Sou feliz com Jesus" num culto, mas é outra coisa cantar essas palavras quando perdemos a nossa casa, descobrimos que estamos com uma doença ou quando perdemos um filho. A nossa fé não pode tirar férias quando passamos pelos subúrbios do inferno. Caso isto aconteça, nunca acharemos a saída. Então não a jogue pela janela!

Persevere! Continue tomando um passo por vez, confiando que Deus lhe dará a força para o próximo passo. Não importa quão difícil o momento, não se desespere. Seja como Jó ou Jeremias, que reclamaram e resmungaram a Deus, mas não O deixaram. Não desista. A vinda de Cristo está próxima, com graça e glória de uma vez por todas, logo logo.


"Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa." Hebreus 10:35-36

domingo, 3 de julho de 2016

Esperança viva

Esperança viva

"Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos." 1 Pedro 1:3


Pedro escreve que Deus regenerou os homens para uma esperança viva, incorruptível, que não pode ser apagada ou esquecida. A vitória contra a morte e contra o mal, encheu o coração daqueles homens de uma esperança transbordante em amor e fé. E você, onde tem depositado sua esperança? A sua esperança, ainda que seja a última, ela morre? Lembre-se, então, de que a esperança daquele que já nasceu de Deus, salvo, pela fé em Jesus Cristo, é a única esperança que não morre, e nos conduz a vida eterna.

sábado, 2 de julho de 2016

O banquete está preparado

Alimento para o Espírito

"Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus." Mateus 4:4


Uma alimentação saudável é essencial para a vida humana, e isto vale tanto para o alimento físico, quanto para o alimento espiritual. É necessário, portanto, que estejamos atentos ao tipo de alimento que estamos consumindo, pois muitos alimentos causam doenças espirituais, tais como: depressão, medo, inveja, soberba, etc. Evite os alimentos oferecidos pelo mundo: moda, filosofias, prazeres... e alimente-se da Palavra de Deus, porque somente Ela te dá vida, e vida em abundância. Jesus disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede (João 6:35). Que banquete está preparado para você, meu irmão, sirva-se a vontade!

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Quem nos separará do amor de Cristo?

"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?" Romanos 8:35


Nada pode nos separar do amor de Cristo. Nada pode nos impedir de viver esse amor. O cansaço, a pobreza ou a riqueza, a doença, as ocupações do dia-a-dia, as dificuldades que enfrentamos, nada pode nos impedir de viver esse amor. Preste atenção nisso: NADA e NINGUÉM pode nos separar do amor de Cristo, somente nós mesmos. A escolha é nossa, temos o livre arbítrio. Um amor que nos é dado gratuitamente, abundantemente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...