Receba no seu e-mail

domingo, 10 de julho de 2016

Escolhidos para o melhor

Escolhidos para o melhor

“Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome.” (João 15.16)

Há um aspecto fundamental da experiência cristã, mas que não é muito simples de compreendermos. Tem a ver com nossas escolhas e as escolhas soberanas de Deus. Isso tem dividido cristãos ao longo da história. A verdade é que ambas são escolhas enfatizadas nas Escrituras. Jesus, que declarou aos discípulos o que lemos hoje, também disse aos religiosos judeus que o problema deles era o fato de que não queriam aceita-lo (“vir a mim”) para terem vida (Jo 5.39-40). O mesmo aparece em seu lamento por Jerusalém: "Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram.” (Mt 23.37)

As duas escolhas estão nas Escrituras e precisamos aprender sobre ambas. A nossa realça a responsabilidade que temos quanto à vida, agora e na eternidade. A de Cristo realça a segurança e a certeza de que nada nos separará de Seu amor. Preciso decidir por Cristo e devo nutrir a certeza de que, somente sou Seu discípulo porque Ele me escolheu, me sustenta e jamais me abandonará. Ele escolheu seguir comigo, mesmo quando eu vacilo e ajo contrariamente à escolha que fiz de me entregar a Ele. Entre nós e Jesus, quem sustenta a relação é Ele! Por isso podemos ter certeza de que jamais estaremos sozinhos e de que nada nos tirará de suas Mãos (Jo 10.28).


Porque Cristo nos escolhe, não há razão que justifique uma vida infrutífera como cristãos. Ele sabe quem somos, conhece nossos pontos fortes e fracos, mas disse que nos escolheu para sermos enviados e sermos frutíferos. Frutos de valor eterno e duração eterna. Para vivermos em comunhão e com acesso direto ao Pai. Mas por falta de submissão e obediência nas coisas que nos são possíveis, muitas vezes em questões básicas, deixamos de ser frutíferos e não conhecemos a benção da comunhão diária com Deus. Deixamos de ser sal e luz, como Jesus disse que seríamos (Mt 5.13-14). Porque Cristo lhe escolheu, você pode escolhê-Lo, submeter-se, obedecer e ser frutífero. Sua vida pode ser melhor do que tem sido. O que estiver além de suas forças, Ele se encarregará de cuidar. E tudo Ele usará para seu bem. Então, seja frutífero. Se lhe faltava algo, já não falta mais, porque Ele lhe escolheu!  ucs

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...