Receba no seu e-mail

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Quando a alma se agita -Salmos 42.11

Todo dia com Deus

Quando a alma se agita

“Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.”  (Salmos 42.11)

Todo ser humano enfrenta momentos de tristeza e abatimento. Há aqueles resultantes de fatos como morte, acidentes, enfermidades, perdas e coisas semelhantes. Eles podem ser de diferentes intensidades mas nestes casos sabemos de onde veio a dor. Há porém as dores que vêm de dentro, de um lugar desconhecido. Tristezas sem endereço, que nos tiram a graça do dia e acinzentam a vida. Estão dentro de nós, no mais profundo do nosso ser, mas não sabemos de onde vieram. São terríveis. Este texto me lembra destes momentos sombrios da alma.

O salmista os enfrenta com um diálogo consigo mesmo. Ele indaga a própria alma sobre a razão de sua tristeza, dor e desânimo. A inquietação que sente denuncia a falta de sossego e a paz. Ele pergunta sobre a razão de estar assim, perturbada, como se precisasse sair, fugir, sumir… morrer. Há dores que tentam nos convencer que é hora de morrer para parar de sofrer. Muitos homens da Bíblia desejaram a morte diante de suas dores. Isto é humano. Mas o salmista crê e crer é divino. Apesar do que sente ele assume o comando ao invés de entregar-se à sua alma perturbada. O que ela lhe diz não é para se servir de conselho. Sob o peso da dor ela apenas produziria insanidades. Ela precisa de conselhos. O salmista sabe que deve caminhar pela fé  se a escuridão cega os olhos da alma. E é isso que ele faz.

“Essa dor vai passar. Pode confiar minh'alma, pois vai passar. Vamos lá! É importante colocar a esperança em Deus. Ele sabe tudo, pode tudo e nos ama. Ele vai agir em Seu próprio tempo e a Seu próprio modo. Ainda chegará o momento em que de você, minh'alma agora abatida, brotará louvor. E então não haverá sequer lembrança desse vale. 

Não se desespere. Vamos confiar no Senhor. É Ele o nosso Deus e o nosso salvador.” Diante de momentos como o do salmista, temos diante de nós a mesma possibilidade. Podemos crer e assumir o controle sobre nossa alma, que aflita e agitada, só pensará em fugir. Para sermos felizes, é preciso aprendermos a enfrentar nossas piores tristezas.

@tododiacomDeus


Um comentário:

Hardcore disse...

muito bom.
faltou uma conclusão mais profunda

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...